De Futebol Man Shitty wins! Man U wins! Spurs win! Liverpool and Arsenal are fit to be tied!

Man Shitty destroyed Swansea City 4-0. Shitty keeps their eleven-point lead over Man U. David Silva led the Shitty attack with daily double in the 27th and 56th minutes.

Shitty has won fifteen matches in a row.

The Red Devils got by Bournemouth 1-0 at Old Trafford.

The only score of the match came in the 25th minute when Romelu Lukaku let one rip to give the guys the nail biter victory.

Man U is second with 38.

Man Shitty is running away with the it for now with 49 points.

Spurs dismantled Brighton and Hove Albion 2-0.

Tottenham is fourth with 31 points.

Arsenal and West Ham tied nil-nil.

The guys are not playing well at all.

My Gunners are stuck in seventh place with 30 points.

Liverpool didn’t dent the scoreboard in kiss your sister nil-nil draw.

The Reds are fifth place with 31 points.

Everton edged Newcastle 1-0.

Leicester City blew out Southampton 4-1. Shinji Okazaki led the way for the Foes attack with the daily double in the 32nd and 69th minutes.

Leicester City is in eighth place with 26 points.

EPL Match Report on the Red Devils slim win over Bournemouth. “ Romelu Lukaku scored the only goal as second-placed Manchester United maintained an 11-point gap to league leaders Manchester City.

Bournemouth had chances early on as Joshua King was denied by an excellent tackle by Phil Jones, and David de Gea saved a Charlie Daniels effort.

After 25 minutes, Lukaku out-jumped Nathan Ake to meet Juan Mata’s cross and head into the top corner, beyond the diving Asmir Begovic.

Substitute Marcus Rashford hit the crossbar with 17 minutes left before Ake sent a header over for Bournemouth, and the hosts sealed all three points.”

https://www.premierleague.com/match/22505

De Futebol Flamengo advances to the finals of the Sul Americana

Flamengo defeats Junior 2-0 to advance to the finals Sul Americana.

Globo Esportes:” Dessa vez não teve Alex Muralha. Com o goleiro barrado até do banco de reservas mesmo após viajar até Barranquilla, o Flamengo contou com as defesas de César, inclusive de um pênalti, e dois gols de Felipe Vizeu para vencer por 2 a 0 o colombiano Junior, em Barranquilla. Como já havia vencido o adversário por 2 a 1, no Maracanã, o rubro-negro garantiu a classificação para a final da Sul-Americana contra o Independiente, da Argentina. O jogo de ida será no dia 6, em Avellaneda e a volta, no dia 13, no Rio.

— Foi merecido. Esse grupo vem trabalhando muito e não poderia ser diferente. A gente tinha que sair com essa classificação — disse Vizeu, que marcou os dois gols.

Antes do jogo, o Flamengo sofreu um banque. Durante o aquecimento, Réver voltou a sentir dores na posterior da coxa esquerda e foi vetado. Como era esperado, o primeiro tempo foi uma grande pressão dos donos da casa, que chegaram a ter 66% de posse de bola. Também era previsível que César seria testado pelos adversário. O primeiro chute foi aos 4 minutos, quando Chará foi derrubado a um passo da área. Na cobrança da falta, ele rolou para Mier chutar forte e rasteiro. A bola cruzou a área e, apesar de ter um jogador na sua frente, César para fora da área. O primeiro alívio.

O lance passou confiança para a torcida, mas o Junior parecia não acreditar no goleiro. Sempre que tinha espaço, o time colombiano arriscava chutes mesmo de posições improváveis longa da área. Talvez por isso, a bola não chegou a ser chutada com muito perigo.

Em um primeiro tempo apático, Diego não conseguiu segurar a bola quando ela esteve com o Flamengo para dar ritmo ao time. Aos 16, ele foi desarmado por Cantillo, que passou para Chará. Veloz e habilidoso, ele invadiu a área e arriscou de novo. César observou a bola bater na rede pelo lado de fora. Dois minutos depois, Chará tabelou com Téo Gutiérrez cruzou para a área. Mier completou para fora.

O Flamengo saía pouco, mas chegou a levar perigo. A primeira boa jogada foi aos 29, com Paquetá. O gol esteve ainda mais próximo aos 38, quando Paquetá recebeu de Éverton Ribeiro pela esquerda e cruzou na área. Felipe Vizeu chegou em carrinho e conseguiu finalizar, mas o goleiro Sebastián Viera evitou o gol.

Aos 43, em erro de Cuéllar, a bola ficou com González, que cruzou. Na área, a bola bateu no braço de Juan. O juiz não marcou o pênalti. Logo no início do segundo tempo, um novo lance polêmico favoreceu o Flamengo. Aos 2, González se embolou com Pará, em um lance esquisto e caiu. Mais uma vez, a torcida reclamou.

A pressão cresceu e, aos 5, a bola dos donos da casa não entrou por um milagre. Téo Gutiérrez cruzou pela esquerda, a bola atravessou a área e González se esticou, mas não conseguiu escorar para o gol já vazio. Outro alívio para o Fla.

O jogo finalmente mudou de cara em um contra-ataque aos 6. Ao receber de Trauco na altura do meio-campo, Vizeu driblou com um único toque Pérez e jogou a bola para frente. Ele ganhou na velocidade com Cantillo, que nem sequer conseguiu fazer falta no atacante. No total, foram 52 metros percorridos. Na saída do goleiro, o atacante chutou forte e balançou as redes.

Aos 13 minutos, o drama do gol rubro-negro voltou quando César desabou no gramado reclamando de cãibras. O goleiro Thiago chegou a fazer o aquecimento, mas César seguiu em campo. Pouco depois, ele foi acionado e fez defesa segura, aliviando a torcida. Aos 31, novamente uma boa defesa em chute de Gutiérrez. Mas a saga de César só ficaria completa aos 40. Após pênalti contro o Flamenga, o goleiro definiu o jogo. Na cobrança de Chará, ele voou no canto esquerdo e espalmou. A final estava garantida, mas, aos 46, Vizeu também queria deixar sua marca. Em cruzamento de Rodinei, ele marcou seu segundo. Foi o quinto dele na Sul-Americana, que agora é artilheiro da competição ao lado de Luis Rodríguez (Atlético Tucuman-ARG) e Cifuente (do Universidad Católica-EQU).

https://oglobo.globo.com/esportes/flamengo-vai-final-da-sul-americana-em-noite-de-vizeu-cesar-22135826#ixzz501H3stVx

De Futebol

After stinking the joint out in a loss to Basil Man U came back to beat CSK Moscow 2-1 to win Group A to advance to the knockout round of the Champions league.

The Guardians Richard Jolly: “ Under other circumstances, the main cause for celebration would have been that Manchester United qualified for the Champions League’s knockout stages for the first time since David Moyes was a few months into his six-year contract and Marouane Fellaini was Old Trafford’s newest signing. As it was, in the lowest-profile match of a high-stakes week, sandwiched between games against Arsenal and Manchester City and when progress was all but guaranteed, the most important element could be the goal that might spur Romelu Lukaku into another scoring spree.

“His work for the team every match is crazy,” said José Mourinho, a supportive voice during his £75m signing’s drought. “If I could choose goalscorers, I would always choose the strikers. If he can feel that happiness that strikers only get when they score goals then great.”

Lukaku began his United career with 11 in 10 games. This was just his second in 13 subsequent matches and a first meaningful strike since September. It was beautifully taken and, besides a statistical significance, his equaliser should increase morale and momentum, not least his own. United were trailing, their 39-game unbeaten run at Old Trafford and 100% home record this season under threat, when Lukaku volleyed in Paul Pogba’s delightful ball.

If it was a reminder of how much United will miss their record signing on Sunday, when Pogba begins a three-match suspension for his red card at Arsenal, two goals in as many minutes were both fashioned by superb passes. A swift turnaround was concluded when the influential Juan Mata lofted a ball over the visitors’ defence. Marcus Rashford completed an unusual one-two by angling in the winner to earn the goal he had threatened from the off. He had struck the post in the fourth minute, springing the offside trap to meet Lukaku’s pass, and had used his pace to torment a CSKA Moscow back three with a combined age of 102 and his persistence to keep the goalkeeper Igor Akinfeev busy.

Rashford started, as Mourinho made six changes with City in mind. Even with seven players injured or rested it was notable that Henrikh Mkhitaryan was omitted altogether for the fifth time in six games. Luke Shaw, another who has felt Mourinho’s displeasure when marginalised, began for the first time in 219 days, almost scored his first career goal with a volley Akinfeev parried and drew rare praise from his manager.

“It was a very positive performance, especially going forwards,” he added. “He was deserving of that opportunity for quite a long time and he is going to get more.” In the short term, however, demotion beckons as others return. Mourinho ruled Eric Bailly and Michael Carrick out of the derby, while adding: “Phil Jones has a chance, Fellaini a chance, Zlatan [Ibrahimovic] a big chance and [Nemanja] Matic is injured but will play for sure.”

Their absences meant progress was a squad achievement. “Fifteen points in a season returning to the Champions League is good,” said Mourinho. It would have taken a seven-goal defeat, which United have not suffered since 1931, plus a victory for Basel over Benfica to eliminate them. That always appeared improbable but a first home defeat since City’s last visit to Old Trafford was on the cards when CSKA led in bizarre fashion.

Vitinho’s shot went in via Alan Dzagoev’s back as United appealed for offside. Referee Gianluca Rocchi rightly ruled that Daley Blind, who had slid off the pitch in an attempt to cut out Mário Fernandes’ cross, had played Dzagoev onside. Uefa muddied the waters by crediting Vitinho with the goal but Mourinho conceded it was correctly given.

Thereafter, Sergio Romero was required to make a late save to deny Dzagoev an altogether more conventional equaliser, while Mourinho was left pondering if United’s reward for topping Group A will be a meeting with Real Madrid or Bayern Munich. “I am not the luckiest guy with draws,” he said sardonically. “It is better I shut up and forget it.”

https://www.theguardian.com/football/2017/dec/05/manchester-united-cska-moscow-champions-league-match-report

De Futebol Mengao gets first win in two straight matches

Flamengo finally won after three straight matches without a “W”. Mengao kicked ass and took names in 3-0 win over Corinthians. The Schmucks are in sixth place with 53 points.

Globo Esportes:” O Flamengo derrotou o Corinthians por 3 a 0 na tarde deste domingo, na Ilha do Urubu, conseguindo um resultado importante na briga por uma vaga na Libertadores. Mancuello, Diego e Felipe Vizeu marcaram os gols, em uma partida que teve cobrança por parte da torcida e discussão forte entre Rhodolfo e Vizeu.

O Flamengo ganhou uma posição, superando o Botafogo – que empatou sem gols com o São Paulo – e subindo para o sexto lugar. Na próxima rodada Flamengo recebe o Santos na Ilha, enquanto o Corinthians pega o Atlético-MG no Itaquerão.

– Para mim foi uma surpresa jogar. Teve algumas vezes que nem fui para o jogo. Fico feliz por ajudar meus companheiros e agradeço a quem acreditou em mim nesse tempo que não joguei. Estou muito feliz. Fazia muito tempo que não fazia gol, é bom marcar – vibrou Mancuello.

O clima na Ilha do Urubu era de muita cobrança. O time entrou em campo aos gritos de ‘sem vergonha’. Jogadores como Pará e Rafael Vaz foram bastante vaiados.

Nervoso, o Flamengo começou errando passes, mas mesmo assim dominou um Corinthians em clima de ressaca pós-título. Aos 9, Diego bateu falta na área e Léo Príncipe cabeceou para trás, quase marcando contra. O lateral corintiano se resumiu aos 18, salvando na pequena área quando Felipe Vizeu e Mancuello apareciam livres para marcar.

A essa altura, a torcida já havia diminuído a pressão. O clima melhorou definitivamente aos 21 minutos, quando Mancuello dominou na frente da área, puxou para a esquerda e acertou um chute precioso no ângulo de Cássio, abrindo o placar.

O clima virou festa dez minutos depois. Geuvânio, apagado até então, entrou na área e foi derrubado por Pablo. Pênalti que Diego cobrou no meio do gol para ampliar.

Diego Alves, que era um mero espectador do jogo, apareceu aos 43 fazendo grande defesa em cabeçada de Jô. Na cobrança do escanteio, Romero cabeceou à queima-roupa e Diego Alves salvou de novo.

E foi nesse lance que teve início uma confusão entre Rhodolfo e Felipe Vizeu. O zagueiro cobrou acintosamente o atacante, que havia deixado Romero sozinho, e chegou a acertar Vizeu com um soco nas costas, tentando ainda dar uma cabeçada. Muito nervoso, o zagueiro precisou ser contido por Diego Alves.

No lance seguinte, a defesa do Corinthians cochilou, Felipe Vizeu entrou na área e chutou colocado no canto direito para marcar. Na comemoração, o atacante mostrou o dedo médio na direção do zagueiro, enquanto proferia xingamentos. No campo de defesa, Rhodolfo xingava de volta. Foi possível fazer a leitura labial de ‘eu vou quebrar esse moleque’.

Foi num clima de festa pelo resultado parcial e tensão pela briga entre dois jogadores que o Flamengo foi para o intervalo. Na volta, Rhodolfo tentou minimizar o ocorrido.

– Tranquilo, foi um lance de jogo, a gente conversou no vestiário.

Felipe Vizeu acabou substituído aos 20 minutos pelo jovem Lincoln, de apenas 16 anos. Saiu de campo entre um misto de vaias e aplausos. Pouco depois, Reinaldo Rueda trocou Geuvânio por Everton Ribeiro.

Apesar da vantagem, o Flamengo seguia em cima, no campo adversário. O Corinthians ameaçava nas bolas paradas. Aos 23, Jô tocou de cabeça por cima de Diego Alves, mas Arão apareceu para salvar quase em cima da linha. A resposta do Fla veio aos 31: Diego bateu no canto, a bola desviou na zaga e saiu rente à trave.

Com a vitória assegurada, a tarde que começou tensa e com cobranças terminou com gritos de ‘olé’ pela torcida rubro-negra a cada troca de passes nos minutos finais. O resultado ainda garantiu ao Flamengo ao menos uma simbólica honraria: foi único time a não ser derrotado pelo campeão Corinthians no Brasileiro.

https://oglobo.globo.com/esportes/flamengo-derrota-corinthians-em-jogo-com-discussao-entre-rhodolfo-vizeu-22087111#ixzz4yumF494c

De Futebol Flamengo wins!

Flamengo defeated Cruzeiro 2-0. The guys are now in seventh place with 43 points.

Globo Esportes:” Em casa, Rueda mudou o Flamengo e o time voltou a vencer – 2 a 0 sobre o Cruzeiro, com bonito gol de Everton e belo lançamento para arrancada de Vinicius Júnior no fim. O treinador colocou Paquetá no meio e deslocou Éverton Ribeiro para a ponta direita.

O ataque funcionou bem no primeiro tempo, com bastante movimentação entre a dupla e Everton. Contra o Cruzeiro, o time era o oposto do que apareceu na Arena do Grêmio: ofensivo, nada econômico nas chances de gol e, ainda assim, mais seguro. Foram 11 finalizações na primeira etapa até o gol de Everton.

A vitória colocou o Rubro-Negro um pouco mais próximo do Cruzeiro (um ponto de diferença) e do G-4, que é objetivo mínimo do clube para chegar à Libertadores direto na fase de grupos sem depender da Sul-Americana. Agora, o time está a quatro pontos do Palmeiras. Os paulistas foram derrotados pelo Vitória, em Salvador, e têm duelo direto com o Rubro-Negro neste domingo, em São Paulo.

O chute preciso, após ajeitada esquisita de Felipe Vizeu, carimbou a trave e Fábio não conseguiu defender. Se na última partida um cruzamento perfeito serviu para Éverton Ribeiro abrir o placar contra o Grêmio, neste jogo Everton deixou o dele. O camisa 22 marcou seu 10º gol no ano – está atrás apenas de Guerrero (com 20 gols) e Diego (16) na artilharia rubro-negra da temporada 2017.

Apesar da ajeitada para o primeiro gol do jogo, Vizeu não esteve bem. Com raciocínio lento, perdeu o tempo do melhor passe – como na jogada em que Fábio chutou fraco e Éverton Ribeiro encontrou o centroavante desmarcado, mas Vizeu não conseguiu tocar para Paquetá.

Talvez por toda prudência em segurar o placar, Rueda tenha demorado tanto a colocar Vinicius Júnior, pedido pela torcida desde o início do segundo tempo. O garoto entrou apenas aos 34 da etapa final e pouco tocava na bola até disparar com o lançamento perfeito de Everton. Com um toque para dominar e outro para finalizar, ele deslocou Fábio. Curiosamente, o chute pegou na canela do camisa 20 até dormir na rede do Cruzeiro.

Na posição de origem, Paquetá vai bem

Com poucos minutos em campo contra o Grêmio, Lucas Paquetá finalizou na trave. A disposição e as boas aparições até no ataque, como centroavante, fizeram Rueda apostar na volta à posição de origem do garoto da base. No meio de campo, Paquetá entrou na área e finalizou três vezes no primeiro tempo – a primeira delas com perigo.

Além disso, ajudou na marcação, recebeu aplausos dos rubro-negros ao mostrar muita vontade, e deu lindo drible se livrando de dois adversários. Ganha espaço a cada dia nesta equipe de Rueda. “

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/bom-1-tempo-everton-decisivo-e-pedido-por-vinicius-entenda-como-o-fla-venceu.ghtml

De Futebol Schmucks Mengao lose again

The schmucks Flamengo has lost two in a row. This time a 1-0 loss to Coritiba. Boo Mengao is stuck in seventh place with 50 points.

Globo Esportes:” histórico recente dava alguma esperança. Mas nem as quatro vitórias nas últimas quatro partidas contra o Coritiba na capital paranaense mudaram o roteiro do Flamengo. O time de Rueda repetiu filme muito conhecido – e de terror – para seus torcedores fora de casa.

Levou um gol no primeiro tempo, logo cedo, reagiu de maneira tímida, mas pouco ameaçou e passou longe até do empate. A derrota por 1 a 0 para o Coritiba – gol do zagueiro Cleber – foi a sétima nos últimos oito jogos fora do Rio.

O Flamengo segue na sétima posição – com 50 pontos, a seis do G-4. No domingo, a equipe de Reinaldo Rueda recebe o campeão antecipado Corinthians na Ilha do Urubu, às 17h. É a chance do time rubro-negro voltar a vencer. É na casa na Ilha do Governador que o Flamengo somou a maior parte dos seus pontos na competição.

Entenda por que o Flamengo perdeu mais uma fora de casa no Brasileiro.

Fragilidade defensiva

Juan e Rhodolfo haviam feito dois jogos apenas juntos. Nas duas partidas o time não sofreu gols. Em Curitiba, o Coxa precisou de apenas sete minutos para furar a defesa rubro-negra. Cleber subiu mais que Juan, mas foi o veterano que tocou na bola para o gol. O árbitro assinalou gol do curitibano. Juan pediu falta no lance.

No início do segundo tempo, outro lance mostrou a insegurança, misturada à falta de confiança, do time do Fla neste momento. Rhodolfo fintou Jonas e tentou recuar para Diego Alves. Mas o passe saiu ruim e a bola saiu pela linha de fundo.

Márcio no lugar de Arão para… para quê mesmo?

Rueda mexeu na equipe mais uma vez. O colombiano barrou Arão e escalou Márcio Araújo no meio. Tirou também Felipe Vizeu e escalou Lucas Paquetá de volta no ataque. Livre no meio de campo, Araújo pouco fez.

De acordo com as estatísticas do site “WhoScored”, Márcio tocou na bola 44 vezes no primeiro tempo. Tinha liberdade de levar a bola até atravessar a linha divisória, mas não criava nada. Seu jogo ficou limitado à marcação. No segundo tempo, saiu para a entrada de Vinicius Júnior.

Diego se esforça, mas joga mal

Fora do time desde o clássico contra o Vasco, no Maracanã, Diego voltou da seleção brasileira nesta manhã de quinta-feira. Apareceu para o jogo, como de hábito, mas errou bastante. De acordo com o site “Footstats”, errou cinco passes e finalizou apenas duas vezes, uma em cada tempo. As duas para fora. Aos 33 minutos, Diego saiu para a entrada de Geuvânio.

Paquetá perde melhor chance

Novamente escalado como camisa 9, Paquetá não conseguiu balançar as redes na melhor chance do Flamengo no primeiro tempo. Após Everton chutar no canto de Wilson, o rebote ficou à feição para ele, mas o goleiro do Coritiba, arrojado, fez grande defesa.

Paquetá virou ponta de novo com a saída de Everton. O camisa 22 sentiu dores na coxa esquerda aos 25 minutos, deixou o campo e preocupa para a semifinal da Sul-Americana, na próxima quarta-feira, contra o Junior Barranquilla.

Vinicius Júnior e Geuvânio dão o tom do desespero de Rueda

O garoto de 17 anos tentou buscar jogo, mas não se deu bem contra os zagueiros e os laterais do Juventude. Irritado com a marcação, levou cartão amarelo e está fora da partida contra o Corinthians.

No fim da partida, Rueda lançou Geuvânio. Era um momento da partida em que o Flamengo já não tinha mais estratégia e mal construía jogadas. Foram 18 cruzamentos errados e nove certos na partida. Com muitas faltas a favor na partida, o Flamengo, nem assim, ameaçou o gol de Wilson. No fim, Pará cruzou mais duas – uma em cobrança de falta, outra em arremesso lateral – para a zaga do Coritiba afastar sem dificuldades.

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/inofensivo-e-confuso-entenda-por-que-o-fla-perdeu-para-o-coritiba.ghtml

De Futebol The Schmucks Flamengo stink the joint out big time

The bums Boo-Mengao stunk the joint out in a 2-0 loss to Palmerias.

Globo Esportes:” O confronto dos dois clubes que mais investiram para a disputa do Campeonato Brasileiro terminou com saldo negativo para o rubro-negro. Apático, o Flamengo teve poucos bons momentos e foi dominado pelo Palmeiras, que teve como destaque o oportunismo do atacante Deyverson, autor dos dois gols da vitória por 2 a 0, marcados na primeira etapa, na Arena Palmeiras. O resultado facilita a caminhada dos paulitas rumo à Libertadores: agora a equipe soma 57 pontos e ocupa a terceira posição. Estacionado nos 50, o time carioca ocupa o sétimo lugar, último entre os que oferecem vaga na competição continental.

O goleiro Diego Alves não apontou culpados pela derrota, mas destacou que os erros individuais foram decisivos para o tropeço em São Paulo.

— Cometemos erros que comprometem o resultado do jogo. O Palmeiras só criou mais no segundo tempo, quando precisamos sair mais para o ataque — afirma

A ausência de Diego, cedido à seleção brasileira para a disputa de amistosos preparatórios para a Copa do Mundo na Europa, prejudicou a criação do Flamengo, que pouco ameaçou o gol de Fernando Prass. A primeira chance de gol foi do rubro-negro, aos quatro minutos, em um chute despretensioso de Arão, que saiu pela linha de fundo.

A resposta palmeirense veio dois minutos depois. Depois de passar por três marcadores, Dudu toca para Michel Bastos, que lança Deyverson. O atacante, que começava a entrar no ritmo do jogo, chegou atrasado e não evitou o tiro de meta. O perdão da torcida veio aos 13 minutos, quando aproveitou excelente cruzamento de Moisés, superou Rafael Vaz e, mesmo desequilibrado, bateu no canto esquerdo de Diego Alves para abrir o placar.

O gol fez com que o time paulista tirasse o pé do acelerador, mas o Flamengo não soube aproveitar o momento. Aos 35, Paquetá encontrou Vizeu livre, mas o atacante chega atrasado e o toca com a ponta da chuteira, mas a arbitragem assinala falta de ataque. No lance seguinte, da entrada da área, Keno bate forte, a bola explode na trave esquerda de Diego Alves e volta às costas do goleiro, antes de encontrar Deyverson livre de marcação. Sem ser incomodado por Rafael Vaz, o atacante palmeirense mergulha para, de peixinho, ampliar a vantagem: 2 a 0.

Cuéllar ainda teve a chance de descontar aos 43, em boa cobrança de falta, executada por fora da barreira, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Para a segunda etapa, o técnico Reinaldo Rueda optou por trocar o colombiano por Vinícius Júnior. A alteração não aumentou tornou o time mais ofensivo e aumentou a vulnerabilidade da defesa, que sofreu aos cinco minutos com Dudu, mas Diego Alves espalmou o chute rasteiro para o canto esquerdo. Thiago Alves acerta outra cabeçada que obrigou o camisa um a trabalhar novamente, aos 14.

Vinícius Júnior teve boa chance para descontar aos 39, quando fez boa tabela com Everton e, ao cabecear, mandou rente ao gol.

https://oglobo.globo.com/esportes/flamengo-leva-dois-gols-no-primeiro-tempo-perde-para-palmeiras-22061282#ixzz4yJm7Qvx7

De Futebol- Peru Advances to the 2018 World Cup

Peru defeated New Zealand 2-0 to advance to 2018 World Cup.

The Daily Mail:” Peru became the 32nd and final nation to qualify for next summer’s 2018 World Cup as they overcame New Zealand in the second leg of their playoff.

Jefferson Farfan and Christian Ramos fired Peru to a deserved 2-0 victory in Lima, four days after the sides had played out a goalless draw in Wellington.

Peru were much the better side and deservedly booked their place at the World Cup finals for a fifth time — their first appearance since 1982.

And the win sparked wild celebrations from players and fans alike both inside the stadium and on the streets of Lima, with fireworks set off and beer flowing.

Peruvian fans had targeted the New Zealand team hotel with fireworks overnight in an attempt to leave the visitors sleepy and sluggish.

The tactic appeared to work as Peru startled the All Whites early on and almost took the lead on three minutes when Luis Advincula was denied by the crossbar.

New Zealand lined up narrowly, forcing their opponents to play wide — something Peru were more than happy to do.

Peru’s overlapping full backs frequently got in behind to fire in dangerous crosses which worried the busy Stefan Marinovic in the New Zealand goal.

Marinovic flapped at one cross, as did West Ham centre back Winston Reid, who was lucky not to be penalised for handball midway through the first half.

Moments after Reid got away with a possible handball, Christian Cueva did likewise. Peru’s No 8 may have used his arm to help him control a long pass on the left touchline, before driving inside and rolling the ball into the path of Farfan, who lashed high into the net.

Farfan celebrated by holding up a No 9 shirt in honour of Peru striker Paolo Guerrero, who missed the match through suspension after failing a doping test.

Cueva was too hot for the Kiwi defenders to handle and another jinking run almost led to a second goal before the interval.

Peru came close again during the first half and were denied by a superb double save from Marinovic, who parried a long-range Miguel Trauco effort before keeping out Farfan’s rebound.

New Zealand looked at the most dangerous from set-pieces and one almost bore fruit in the 45th minute but Reid headed just over.

Peru were given another warning shortly after the restart as a looping Kip Colvey cross was met by the head of Chris Wood. He powerfully nodded towards goal, prompting Pedro Gallese into action, although his fine save was ultimately unnecessary as Wood was penalised for climbing on a defender.

With the fear that they were only one away goal from elimination, Peru began to get edgy as the second half wore on.

But Ramos settled the nerves inside the Estadio Nacional when he poked home after New Zealand had failed to clear a corner.

Peru are ranked 10th in the world and will therefore go into pot two for the World Cup draw, which takes place on December 1.

http://www.dailymail.co.uk/sport/football/article-5087591/Peru-2-0-New-Zealand-Final-World-Cup-qualifier-confirmed.html#ixzz4ybKtLlCV

De Futebol Flamengo Advances to semifinals of Sul-Americana

Flamengo and Fluminse tied three all. Mengao advances to the semifinals of the Sul-Americana.

Globo Esportes:”O Flamengo testou o coração de seus torcedores. Abusou das falhas em bolas aéreas e deixou o jogo diante do Fluminense com contornos dramáticos. Mas Vinicius Junior entrou no segundo tempo para dar um ar heroico para a quinta-feira rubro-negra. Com o garoto inspirado, a equipe de Reinaldo Rueda deu, talvez, uma resposta que o torcedor precisava, correu atrás de dois gols de desvantagem e, com o empate em 3 a 3, está na semifinal do Sul-Americana.

Flamengo volta a campo no domingo, pela 32ª rodada do Brasileiro. O adversário é o Grêmio, que joga em sua arena. O adversário na semifinal da Sul-Americana sai do confronto entre Junior Barranquilla e Sport. Em Recife, na ida, os colombianos venceram por 2 a 0. Eles se reencontram nesta quinta-feira.

Bola aérea cardíaca

A bola alçada na área do Flamengo vinha se mostrando perigosa desde a primeira cabeçada de Renato Chaves, que parou em defesa de Diego Alves. O segundo gol tricolor acabou saindo através da jogada que vinha se desenhando. Cobrança de escanteio, e o zagueiro Chaves subiu mais alto que a marcação do Flamengo.

O balde de água fria veio no começo da segunda etapa. De novo uma bola na área, de novo Renato Chaves e de novo uma falha na marcação – nas costas de Arão: 3 a 1 e uma cenário terrível para o time.

Diego salva primeiro tempo com bola parada

Mais uma vez sem poder contar com Guerrero, Reinaldo Rueda modificou seu ataque e colocou Felipe Vizeu no lugar de Lucas Paquetá. O centroavante não foi bem no primeiro tempo, assim como os pontas do Flamengo, Everton e Everton Ribeiro.

O gol marcado pelo rubro-negro na primeira etapa foi marcado após bonita cobrança de falta de Diego – ele havia sido derrubado na entrada da área no lance.

Vinicius Junior entra e muda o jogo

Após o balde de água fria do terceiro gol tricolor, o Flamengo passou a pressionar um pouco mais. Reinaldo Rueda colocou Vinicius Junior, que deu mais velocidade e criatividade. Everton foi deslocado para a lateral esquerda.

Vizeu também correspondeu melhor. E foi com ele que saiu o gol da reação. Ele recebeu lindo passe de Everton Ribeiro, de letra, e entrou livre. Cara a cara com Diego Cavalieri, não desperdiçou. A jogada havia começado justamente com Vinicius Junior.

A participação do atacante, porém, foi maior do que só isso: com o Flamengo indo para a semifinal, ainda deu muito trabalho à zaga tricolor, puxou contra-ataques e deixou Diego cara a cara com Diego Cavalieri. O meia desperdiçou a oportunidade de dar a vitória ao Rubro-Negro.

Arão: raça, erro e o gol decisivo

Willian Arão era um dos mais pilhados em campo. No primeiro tempo, entrou em cada dividida com vontade e pedia o tempo todo o grito da torcida. Mas também errou passes simples e não posicionou bem no terceiro gol tricolor.

Mas o Fla-Flu reservava para ele o cargo de herói. Após falta cobrada pela direita por Pará, desviou de cabeça e ainda viu a bola bater caprichosamente no travessão antes de entrar e selar a vaga do Flamengo na semi.

Espaços pela esquerda

O primeiro gol, sofrido com três minutos de jogo, voltou expor as falhas defensivas do Flamengo pelo lado esquerdo. Trauco errou um bote no meio para tentar para o ataque tricolor e abriu uma avenida para Lucas abrir o marcador do clássico. Por ali, também viu Marcos Junior inverter sua posição e arriscar jogadas perigosas em suas costas. Não cobriu os espaços e deixava a zaga exposta. Deixou o campo no segundo tempo sob vaias.

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/vinicius-jr-muda-cara-e-fla-se-classifica-em-noite-heroica-no-maracana.ghtml

De Futebol Flamengo wins the first leg of the Copa Sul-Americana quarterfinals

Flamengo defeated Fluminense 1-0  in the first leg of  The Copa Sul-Americana.

Globo Esportes:” Um tempo de predomínio para cada lado: entre a imposição técnica do Flamengo na primeira etapa e a coragem tricolor na segunda. No entanto, a primeira parte do jogo, que exibiu o melhor Flamengo da passagem de Reinaldo Rueda no comando, determinou o resultado final: o 1 a 0 que dá ao rubro-negro a vantagem do empate no jogo de volta na próxima quarta-feira, para chegar à semifinal da Copa Sul-Americana.

A manutenção da regra do gol fora de casa como critério de desempate, mesmo em dois jogos num mesmo estádio, cria momentos quase surreais. Como o Flamengo celebrar um “gol de visitante” no Maracanã. O fato é que não será por este critério que o rubro-negro poderá se classificar: empate ou vitória o fazem avançar. Já o Fluminense joga por um triunfo por dois gols de diferença ou uma vitória por vantagem mínima, mesmo que marque ao menos duas vezes. E, neste caso sim, vai tirar partido do fato de ser “visitante” no segundo jogo.

O Flamengo do primeiro tempo, em especial nos 30 minutos iniciais, chamou atenção pela forma como controlou o jogo a partir da posse de bola e pela forma como usou a posse para abrir espaços. Não chegou a haver um massacre de finalizações, mas quando Éverton encontrou o gol, aos 26 minutos, o lance coroava um claro domínio técnico e tático.

Rueda fazia Éverton Ribeiro, que iniciava as jogadas pela direita, funcionar muitas vezes como um segundo meia, junto a Diego. Algo raro nas outras experiências com os dois juntos, os mais técnicos jogadores do Flamengo dialogavam mais, não atuavam tão distantes. O rubro-negro ocupava mais a entrada da área tricolor, criava opções de passe com Éverton e as infiltrações de Willian Arão. Mas o fundamental era que expunha um problema do rival.

Abel Braga iniciou o jogo com Richard como primeiro volante e Orejuela mais à frente, próximo a Sornoza, quase num 4-1-4-1. A movimentação de Éverton Ribeiro para o centro sobrecarregava Richard. A primeira chance do Flamengo veio do rebote de uma cobrança de falta, que terminou em cabeçada de Réver. Depois, Diego e Arão tabelaram até a defesa tricolor salvar. E, pela direita, Éverton Ribeiro achou Willian Arão, que chutou para Diego Cavalieri dar o rebote para Éverton marcar.

Abel Braga iniciou o jogo com Richard como primeiro volante e Orejuela mais à frente, próximo a Sornoza, quase num 4-1-4-1. A movimentação de Éverton Ribeiro para o centro sobrecarregava Richard. A primeira chance do Flamengo veio do rebote de uma cobrança de falta, que terminou em cabeçada de Réver. Depois, Diego e Arão tabelaram até a defesa tricolor salvar. E, pela direita, Éverton Ribeiro achou Willian Arão, que chutou para Diego Cavalieri dar o rebote para Éverton marcar.

No lance, aliás, Arão mostrou que controlar os tempos é vital em futebol. Habituado a, por vezes, iniciar as jogadas já aprofundado entre os defensores rivais, desta vez penetrou no momento certo, como real opção de passe.

Imediatamente após o gol, Abel pediu a Orejuela que fizesse companhia a Richard, passando a ter dois volantes alinhados. Criou um bloqueio melhor pelo centro, mas o Fluminense, a partir daí, tinha outro problema: precisava construir. Era algo custoso, porque Scarpa, que também iniciava as jogadas pela direita, não conseguia achar os espaços que Éverton Ribeiro encontrava. Coube a Marcos Júnior dar belo passe para Henrique Dourado parar em Diego Alves, na melhor chance tricolor.

O lado direito passara a ser o setor por onde o Flamengo buscava criar. Por vezes com Diego caindo pelo setor, por vezes com Arão ou Cuéllar. Uma tabela pelo lado fez Pará cruzar para Paquetá falhar.

Se optara por ser mais cauteloso na proposta inicial de jogo, Abel Braga tem a coragem como marca neste Fluminense: coragem para conduzir um time tão jovem, com todos os riscos aí embutidos, e coragem para ir mandando o time à frente em momentos adversos. No segundo tempo, começou liberando os laterais, depois lançou Wendel e foi terminar o jogo com Scarpa na lateral esquerda e três atacantes à frente.

A marcação mais adiantada prejudicou a saída de bola do Flamengo. E houve chances bem nítidas para mudar o resultado. Como o chute de Marcos Júnior na trave ou até a jogada individual de Wellington Silva nos acréscimos. O jogo passou a se desenrolar no campo do Flamengo.

Juan até teve a chance de ampliar, em cabeçada na trave, mas Reinaldo Rueda fez opções que o afastaram o time da área adversária. Preferiu marcar atrás e contragolpear, mas perdeu velocidade com as mudanças. Seja a saída de Everton para a entrada de Márcio Araújo, seja a entrada de Vizeu. Mesmo assim, resistiu à pressão final

https://oglobo.globo.com/esportes/flamengo-derrota-fluminense-pela-sul-americana-21993312#ixzz4wcGIlYlQ