De Futebol Stinks the joint out in a 3-2 loss to Chaecoense

 

Flamengo stunk the joint out in a 3-2 loss to Chapecoense. Boo-Mengao is still atop the heap with ten points.

Globo Esporte:” Apesar da derrota, o Flamengo se manteve líder do Brasileiro. No entanto, o time carioca agora tem as companhias de Corinthians e Atlético-MG, com os mesmos 10 pontos. O trio tem o mesmo número de vitórias (3), mas o Rubro-Negro tem um saldo de gols melhor (6). No próximo sábado o time enfrenta o Vasco. Antes, porém, o desafio será contra o Emelec, quarta, pela Libertadores. Os dois jogos serão no Maracanã;

A Chapeconese, por sua vez, deu um salto com sua primeira vitória. Agora com 6 pontos, a equipe catarinense deixou a zona de rebaixamento e está na 12ª colocação. O time catarinense volta a campo pelo Brasileirão no dia 21, quando visita o itner no Beira-Rio.

Um Flamengo com mais posse de bola (56%), mas irreconhecível. Com uma equipe recheada de reservas e Rodinei improvisado na ponta, o Rubro-Negro levou um passeio da Chape na etapa inicial. Especialmente no lado esquerdo de sua defesa, com Apodi infernizando Trauco. Foi nas costas do peruano, inclusive, que saiu o primeiro gol, após jogada do lateral da Chape. Apodi cruzou para o ex-rubro-negro Canteros colocar os catarinenses em vantage.

O Flamengo voltou para o segundo tempo sem mudanças, mas com uma nova postura. E empatou aos 3 com Guerrero, após cruzamento do compatriota Trauco. Foi o primeiro gol do camisa 9 após voltar de suspensão. O empate abriu a partida, mas quem fez o segundo foi a Chape. Após falha de Juan, a arbitragem marcou pênalti polêmico de Jonas em Guilherme. O próprio Guilherme cobrou e marcou. Barbieri teve de mexer e colocou Vinicius Junior. O garoto precisou de poucos minutos para empatar a partida, após novo cruzamento de Trauco. O Flamengo até deu a impressão de que poderia virar e deixar a Arena Condá com a vitória, mas sofreu o terceiro nos acréscimos. Aos 45, Eduardo cruzou, e Leandro Pereira deu a primeira vitória para a Chape.

O Flamengo não tem muito o que comemorar, mas Guerrero, ao menos, marcou seu primeiro gol após suspensão de seis meses imposta pela Fifa. Até então, o último gol do peruano tinha ocorrido em 10 de outubro, no empate entre Peru e Colômbia. Com a camisa rubro-negra, o camisa 9 não marcava desde 17 de setembro do ano passado, na vitória por 2 a 0 sobre o Sport.

Trauco não começava uma partida desde fevereiro e recebeu nova oportunidade neste domingo. Foi muito mal no primeiro tempo, deixou espaços na esquerda e falhou no primeiro gol da Chape. Na volta do intervalo, no entanto, tentou se redimir. Ele foi o responsável pelas assistências dos dois gols do Flamengo.”

https://globoesporte.globo.com/sc/futebol/brasileirao-serie-a/jogo/13-05-2018/chapecoense-flamengo.ghtml

De Futebol Flamengo wins two in a row! Top dogs!

Flamengo took apart Internacional 2-0 to stay at the head of the class with ten points.

Globo Esporte:” No jogo que marcou o retorno de Paolo Guerrero aos gramados, o Flamengo não decepcionou a torcida que lotou o Maracanã e, com belos gols de Lucas Paquetá e Everton Ribeiro, venceu o Internacional por 2 a 0. O resultado mantém o rubro-negro na liderança do Brasileirão, agora com 10 pontos. Na próxima rodada, o Fla visita a Chapecoense.

O placar coroou a atuação dominante do Flamengo, que tomou as rédeas da partida desde o começo e buscou sempre o gol. O Internacional, por sua vez, tentou contra-ataques, mas não obteve sucesso, exceto em duas bolas pelo alto – ambas com Leandro Damião, que obrigaram intervenções importantes de Diego Alves.

Os cerca de 60 mil presentes (55.283 pagantes) puderam soltar os dois gritos de gol no segundo tempo. O primeiro foi resultado de um belo chute de Lucas Paquetá, pegando o rebote de uma cobrança de falta que ele mesmo mandou na barreira. No segundo, Everton Ribeiro concluiu com precisão no canto de Danilo Fernandes, após sair costurando os marcadores.

No período entre um gol e outro, o Inter perdeu o atacante Willian Pottker, expulso após uma cabeçada em Vinicius Júnior. Assim, a vida colorada ficou mais complicada.

Guerrero, que cumpriu seis meses de suspensão por doping, já estava em campo quando os gols do Flamengo saíram. Ele substituiu Henrique Dourado, com dores na coxa direita, aos 13 do primeiro tempo, conseguiu boas tabelas e até levou perigo em uma cobrança de falta.

O Flamengo chegou à terceira vitória no Brasileirão e agora tem dois pontos de vantagem em relação ao segundo colocado, o Palmeiras. O resultado ainda aumentou a sequência invicta do técnico Mauricio Barbieri à frente da equipe: agora são oito partidas.

https://oglobo.globo.com/esportes/na-volta-de-guerrero-flamengo-vence-inter-segue-lider-do-brasileiro-22658804#ixzz5ElTnpcto

De Futebol Flamengo is atop the Heap with an impressive win!

Flamengo kicked ass and took names in a 3-0 win over Ceara. The guys are atop the heap with seven points.

Globo Esporte: “Foi quase da água para o vinho. A desorganização vista na quarta-feira passada ficou para trás. Um Flamengo transformado fez a alegria da calorosa torcida cearense no Castelão e derrotou o Ceará por 3 a 0, neste domingo, pela terceira rodada do Brasileirão.

O placar alivia um pouco a pressão sobre o time, que foi alvo de um protesto ríspido no embarque para Fortaleza, e deixa o Flamengo na liderança do Brasileirão. Vinícius Júnior, duas vezes, e Diego fizeram os gols rubro-negros na partida.

O camisa 10 do Flamengo, inclusive, protagonizou a cena mais emblemática do jogo ao atravessar o campo todo para comemorar na arquibancada com a torcida, que desde a chegada da delegação, no sábado, direcionou muito apoio ao jogador.

– Houve agressão, mas não podemos generalizar. A torcida do Flamengo é maravilhosa. Gostaríamos sempre de corresponder. Podemos errar por pontaria, mas jamais podemos errar por omissão – disse Diego.

A organização do Flamengo passou pela mudança de posicionamento do próprio camisa 10 com Lucas Paquetá. O jovem rubro-negro atuou mais recuado, enquanto o “ritmista” jogou mais perto de Henrique Dourado, lá na frente.

Paquetá foi um dos melhores em campo porque conseguiu contribuição valiosa na construção das jogadas. Mas não foi o único. Cuéllar, por exemplo, foi outro que se destacou. O passe para o primeiro gol de Vinicius Júnior foi um primor. Outra jogada muito bem trabalhada, já no segundo tempo, culminou com o outro gol da promessa rubro-negra.

O terceiro gol do Flamengo, de cabeça, foi o motivo da comemoração efusiva de Diego. Se na sexta-feira ele precisou da intervenção da segurança para não ser “amassado” no aeroporto, o meia, desta vez, atravessou o campo todo só para receber o contato com o torcedor.

A crise tende a ser amenizada no Flamengo. Se a resposta for como a deste domingo, na bola e dentro de campo, as coisas vão caminhar muito bem.

https://oglobo.globo.com/esportes/transformado-flamengo-joga-bem-vence-ceara-lidera-brasileiro-22639634#ixzz5E6jYf0tk

De Futebol FLamengo wins!

Flamengo defeated America-MG 2-0.

Globo Esporte: Na noite que marcou a aposentadoria de Julio Cesar, a torcida do Flamengo compareceu em peso ao Maracanã para reverenciar seu ídolo. E ainda viu o agora ex-goleiro dar adeus em grande estilo diante do América-MG, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Com dois gols de Henrique Dourado no primeiro tempo, os donos da casa abriram boa vantagem, mas caíram de rendimento na etapa final. E viram o camisa 12 segurar o 2 a 0 com grande atuação para comemorar bastante seu último jogo ao lado dos companheiros. Após o apito final, muita emoção e reverências, e a liderança da competição garantida pelo menos até o início de domingo.

O Flamengo começou o jogo encontrando dificuldades para criar jogadas no campo de ataque. Em lampejo individual de Vinicius Junior, Henrique Dourado abriu o placar após bom cruzamento, aos 28 minutos de jogo. Pouco depois, após passe de Paquetá, o Ceifador foi derrubado pelo goleiro Jori. O árbitro hesitou, mas marcou pênalti, convertido pelo artilheiro rubro-negro. A partir daí, e principalmente no segundo tempo, o rendimento da equipe de Mauricio Barbieri caiu bastante. O América-MG chegou bastante, teve mais finalizações e mais chances reais de gol que os mandantes, mas parou num inspirado Julio Cesar, que fez três defesas difíceis. O técnico rubro-negro foi vaiado após sacar Vinicius Junior para colocar Jonas, mas, depois de dois empates seguidos, a equipe conseguiu voltar a vencer.

https://globoesporte.globo.com/rj/futebol/brasileirao-serie-a/jogo/21-04-2018/flamengo-america-mg.ghtml

De Futebol Flamengo -Victoria tied two all

Boo Mengao opened up the Campeonato Brasileiro with a two all draw against Vitoria.

Globo Esporte:” O árbitro Wagner Reway e os auxiliares Fábio Rodrigo Rubinho e Marcelo Grando, o trio de arbitragem da partida entre Vitória e Flamengo, disputada neste sábado, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro, foram afastados pela CBF da Série A por conta dos erros que cometeram no jogo, que terminou empatado em 2 a 2.

No pênalti do primeiro gol do Vitória, a bola bateu no rosto de Éverton Ribeiro, que ainda foi expulso. No gol de Réver, Willian Arão participou da jogada em claro impedimento.

Os três passarão por uma reciclagem e só podem apitar, momentaneamente, jogos da Série B. Quando estiverem aptos, poderão ser reaproveitados na Série A. As informações foram dadas primeiramente pelo site ‘Uol’ e confirmadas pelo Globo.

O Flamengo promete fazer uma reclamação na CBF nesta semana por conta dos erros de arbitragem.

– Vamos fazer uma reclamação formal na CBF, mas não vamos pedir o afastamento (do árbitro). Fico feliz em ele ter reconhecido que errou – disse o presidente Eduardo Bandeira de Melo após o jogo.

O Flamengo volta a campo, pelo Campeonato Brasileiro, no próximo sábado, contra o América-MG, no Maracanã.

https://oglobo.globo.com/esportes/cbf-afasta-trio-de-arbitragem-do-jogo-entre-vitoria-flamengo-22593891#ixzz5CmZio400

De Futebol Flamengo wins! On to The Semifinals of The Caricoa Championship!

Flamengo defeated Portuguesa 4-0.  Up next for Mengao will battle Fluminense in the semifinals of the Carioca championship.

Globo Esporte:” Embora tenha dominado o confronto com a Lusa, o Flamengo passou um susto no primeiro tempo quando o árbitro marcou pênalti cometido por Rodinei – um toque de mão. Diego Alves precisou entrar em ação e defendeu a cobrança de Thiago Amaral, que não caprichou tanto assim e chutou no meio do gol.

A perda de um pênalti é uma falha que custa caro para um time de menor investimento contra os grandes. O contra-golpe do Flamengo veio a jato: dois minutos depois, Everton Ribeiro recebeu ótimo passe de Henrique Dourado e tocou no canto para abrir o placar.

O Flamengo não foi brilhante na etapa inicial e só foi para o intervalo vencendo porque Diego Alves fez outro milagre, defendendo cobrança de falta executada por Maicon Assis. A bola iria na gaveta, mas o goleiro voou e salvou.

No segundo tempo, o Flamengo conseguiu se soltar ofensivamente. Aos 13 minutos, novamente bola na mão de um lateral-direito dentro da área. Só que desta vez foi no ataque do Flamengo. O pênalti a favor do rubro-negro, como sempre, foi convertido por Henrique Dourado. Bola na rede para amenizar os erros seguidos que o Ceifador cometeu no jogo.

A cereja do bolo na vitória do Flamengo foi a participação de Geuvânio. Com poucas chances na temporada, já que as más atuações de 2017 ainda ecoam, o meia-atacante ganhou oportunidade no segundo tempo e balançou as redes duas vezes, com movimentação similar: cortando da direita para esquerda e chutando. A primeira teve uma colaboração imensa de Milton Raphael – a bola passou por baixo do goleiro. A segunda, sim, foi por mérito total de Geuvânio, que acertou o ângulo. Fim de papo e goleada.

https://oglobo.globo.com/esportes/flamengo-deslancha-no-segundo-tempo-goleia-portuguesa-22502509#ixzz5ACTPTqfo

De Futebol Flamengo_Fluminense tie. Semifinals up Next

Flamengo and Fluminense tied one all. Flu advances to the finals of the Taça Guanabara.

Globo Esporte:” Mais uma vez o Fluminense saiu sorrindo do clássico contra o Flamengo. Se o tricolor já tinha goleado o rival na temporada (e daí que foi o time reserva?), a equipe de Abel Braga pôde acrescentar à lista a classificação à final da Taça Rio, valendo-se da vantagem do empate. O placar no Nilton Santos foi 1 a 1 e deu ao Flu o direito de enfrentar o Botafogo, domingo, no Maracanã. Ao Fla, resta o consolo de já ter vaga assegurada nas semifinais gerais do Carioca porque foi campeão da Taça Guanabara.

Apesar de ter avançado à final do segundo turno por causa da vantagem de ter sido o primeiro no grupo, o Fluminense não foi um time acomodado nem preguiçoso. O Tricolor foi a campo consciente sobre o comportamento necessário superar o rival mais uma vez. Não seria com um domínio massivo de posse de bola, sobretudo porque o Flamengo joga com mais gente no meio-campo e, tecnicamente, tem mais qualidade com a bola no pé. O Fluminense compensou com organização.

Defensivamente, o time de Abel Braga esteve bem postado, ainda que tenha permitido a característica troca de passes do rival — com pouca geração de lances de perigo. A estratégia do Flu foi sair “na boa”, aproveitando um eventual deslize rubro-negro, que apresentou uma marcação frouxa e cedeu espaço pelas pontas.

Invertendo o ponto de vista sobre o jogo, o Flamengo foi uma orquestra em que os ritmistas atuaram cada um em um compasso. A falta de coesão foi nítida, mesmo quando tinha território para trabalhar a bola na frente.

Somando-se às dificuldades coletivas, alguns jogadores tiveram desempenho muito ruim. Rodinei foi um deles, tanto no apoio quanto na marcação (Ayrton Lucas deu muito trabalho a ele). Henrique Dourado foi outro que jogou muito mal, de novo. No primeiro tempo, não só errou a pontaria em uma rara oportunidade pelo alto como chegou a atrapalhar Diego dentro da área, após um cruzamento bom de Everton Ribeiro. Faltou comunicação e a jogada não vingou. O Ceifador acabou substituído no segundo tempo.

Como a classificação rubro-negra estava condicionada à vitória, as falhas ofensivas do Flamengo se tornaram problema muito mais grave quando a defesa também teve seu blecaute. Todo mundo ficou assistindo à cobrança de escanteio de Sornoza atravessar a área e chegar à cabeça de Gum. Livre, o zagueiro do Flu tocou no canto do indeciso Diego Alves.

O placar foi aberto na reta final do primeiro tempo e, por isso, Carpegiani colocou Vinicius Júnior logo na volta do intervalo. Precisando virar, o Flamengo apresentou um volume de jogo maior, mas continuou esbarrando na marcação tricolor e ainda dando condição a vários contra-ataques do Flu.

Até que o “bumba-meu-boi” deu um certo efeito para o Flamengo. Foi depois de um bate e rebate que a bola sobrou para Everton. O meia pegou na veia e fez um golaço. A emoção veio, mas a virada do Fla, não. O Flu se salvou e está na final.

https://oglobo.globo.com/esportes/fluminense-empata-com-flamengo-decide-taca-rio-com-botafogo-22518183#ixzz5AZXxZIkH

De Futebol Flamengo gets Blown Out by Fluminense!

Flamengo gets blown out Fluminense 4-0 in Group of Carioca Championship.

Globo Esporte: “Pode-se atribuir diversas dimensões a um clássico. Quando ele é válido pelo Campeonato Estadual, a importância dada por cada clube parece estar atrelada ao que se vive, na verdade, fora dele. Por isso, o Fluminense entrou em campo, na Arena Pantanal, com força máxima. Já o Flamengo, de olho no confronto com o River Plate, pela Libertadores, na quarta-feira, poupou seus titulares neste sábado. Definir prioridades é do jogo, assumir as suas consequências também. Desfigurado, o rubro-negro foi facilmente goleado pelo rival, que aplicou um 4 a 0 sem dificuldades.

Bastou pouco mais de um minuto para que o torcedor tivesse uma prévia do que viria pela frente: a precisão do ataque tricolor em sobreposição ao caos do sistema defensivo rubro-negro. Rômulo, principalmente, e Léo Duarte falharam em cortar o lançamento de Sornoza, que encontrou Marcos Júnior livre para abrir o placar. Aos 17, foi a vez de Pedro aproveitar a bola que pingava na área após escanteio para ampliar. E, antes do intervalo, Diego Alves deu rebote para Gilberto fazer o terceiro.

Foi louvável a postura do time tricolor, que não se satisfez com o placar construído facilmente e aproveitou para atropelar um adversário de tantas fragilidades — uma boa maneira de encerrar um jejum incômodo. Desde junho de 2016, o Fluminense não vencia o Flamengo. Nesse período, foram nove encontros, oito apenas na temporada passada. Apesar de ter conquistado a Taça Guanabara graças a um empate, o Tricolor estava engasgado com o revés na decisão do Carioca e com a eliminação na Sul-Americana.

E o estrago poderia ter sido maior, não fossem as intervenções de Diego Alves. É verdade que o goleiro demonstrou certa falta de ritmo. Mas cresceu ao longo dos 90 minutos e, aos 31 da etapa final, fez duas grandes defesas para segurar o 4 a 0.

Pouco deverá mudar do ponto de vista do rubro-negro, que terá outras caras diante do River. Já para o Tricolor, vale o alento: há onde se apegar para acreditar em um ano mais feliz.

https://oglobo.globo.com/esportes/fluminense-atropela-flamengo-na-arena-pantanal-pelo-carioca-22430499#ixzz58ENelUot

De Futebol Flamengo ends the season on a high note! A win!

Flamengo defeated Vitoria 2-1 to the season on a high note. The guys will play in the Copa Libertadores next year.

Globo Esportes:” SALVADOR – O Flamengo está na fase de grupos da Libertadores de 2018. A classificação direta do rubro-negro carioca se deu apenas no último lance da partida, quando Diego marcou de pênalti para dar números finais no Barradão: 2 a 1. Apesar do revés, o Vitória escapou da queda para a Segunda Divisão.

Antes de o camisa 35 decidir o confronto, Rafael Vaz era o nome do jogo, para o bem e para o mal. No primeiro tempo, o zagueiro acompanhou de longe e permitiu que Carlos Eduardo, ex-Fla, abrisse o placar. Já na segunda etapa, subiu ao ataque e aproveitou a assistência de Willian Arão, após bela jogada de Vinicius Junior, para empatar.

A virada do Flamengo se construiu no último minuto, quando Diego cobrou falta na barreira. Com a ajuda da mão, Uillian Correia afastou, e o juiz marcou pênalti. O meia rubro-negro não desperdiçou.

A classificação direta para a fase de grupos dá alívio a um time que há meses vive sob pressão. Com a vaga em mãos, o Flamengo pode encarar o Independiente, nos dias 6 e 13, de olho no título da Copa Sul-Americana. O passaporte para a Libertadores já está carimbado.

https://oglobo.globo.com/esportes/flamengo-vira-sobre-vitoria-esta-na-fase-de-grupos-da-libertadores-22145039#ixzz50EujojQj

De Futebol Flamengo is back to their losing ways

Boo Menago is back to their stupid losing ways. Flamengo lost to Santos 2-1. The schmucks have lost three out of their last four matches.

Globo Esportes:” Com duas falhas de Alex Muralha, o Flamengo levou a virada do Santos, perdeu por 2 a 1, neste domingo, na Ilha do Urubu, e perdeu a chance de se classificar para a Libertadores antecipadamente. O goleiro foi vaiado o tempo todo e a equipe deixou o estádio sob o grito de “Time sem vergonha”.

LEIA TAMBÉM: ‘Pior do mundo’ já fala em ‘proposta’ por Muralha

O time está com 53 pontos, em sexto lugar, mas pode ser ultrapassado pelo Botafogo, que joga hoje com o Palmeiras. Na última rodada, enfrentará o Vitória, em Salvador, que luta para não cair.

— Sabíamos que a ansiedade poderia nos prejudicar e foi o que aconteceu. Agora é juntar os cacos que deixamos aqui e na quinta-feira ir em busca dessa classificação (na Copa Sul-Americana) — disse Réver.

Vencer o Santos significava a vaga na Libertadores, ainda que na fase inicial, com antecedência. A postura do Flamengo, com o apoio da torcida na Arena da Ilha, foi de quem queria resolver a questão o quanto antes. Mesmo com alguns jogadores poupados, principalmente na defesa, o time se mostrou dono do jogo desde o início.

Tanto que, antes dos dez minutos de partida, abriu o placar na bola alta. Vaz ganhou no alto, a bola desviou na defesa adversária e Paquetá, de cabeça, fez 1 a 0. Mas o momento de paz com a torcida e com o futebol, algo incomum neste ano, durou pouco. O motivo não foi novidade: Alex Muralha.

A única mudança obrigatória que o técnico Reinaldo Rueda teve de fazer foi justamente no gol. Com a lesão de Diego Alves, que fraturou a clavícula, o criticado goleiro retornou ao time titular. Praticamente no primeiro lance que foi exigido falhou. Aos 10 minutos, Vaz recuou a bola para ele, que a deixou escapar e não impediu Ricardo Oliveira de roubá-la. O atacante cruzou e Bruno Henrique empatou. O goleiro se limitou a levantar os braços num pedido de desculpas.

A torcida, que apoiava o time, passou a xingar e a vaiar Muralha e Vaz. Porém, isso não abalou a equipe. O rubro-negro manteve a pressão durante todo o primeiro tempo.

Entre trocas rápidas de bola do meio e do ataque, umas das melhores chances veio aos 17. Vizeu tocou rápido para Éverton Ribeiro, que cruzou em cima da zaga. Na sobra, Cuéllar chutou forte e Vanderlei deu o rebote. Diego não conseguiu aproveitar.

A equipe continuou rondando o gol de Vanderlei e pouco foi ameaçada. O lance mais marcante foi uma falta de Vaz em Ricardo Oliveira, que pediu pênalti. A arbitragem nada marcou.

Na saída para o vestiário, Muralha não se esqui vou da culpa e comentou as vaias insistentes a cada vez que tocou na bola.

— Estou sendo cobrado há algum tempo, pois fizeram uma imagem de mim como um goleiro ruim. Fui infeliz na jogada pode, botar na minha conta. Temos de colocar o Flamengo na Libertadores ano que vem e vamos fazer de tudo para isso — disse o goleiro.

A torcida, no entanto, não perdoou Muralha no segundo tempo. Muito menos o zagueiro Rafael Vaz. Ela até apoiou o time no início. Ainda mais depois da cabeçada de Arão, aos nove minutos, que passou sobre o gol de Vanderlei.

Porém, teve motivos para continuar desconfiada. Aos 12 minutos, Victor Ferraz cruzou da direita, o zagueiro tentou tirar a bola, que parou na trave. Por muito pouco não fez contra.

O lance animou o Santos, que não precisava mais que um empate para confirmar presença na fase de grupos da Libertadores. O adversário conseguiu bloquear bem o ataque rubro-negro, que rondou a área de todas as formas para tentar um espaço. Restavam as bolas aéreas ou faltas perto da área.

O time paulista nem precisou se esforçar muito para chegar à virada. Mais uma vez Muralha ajudou o Santos, que, em todo jogo, praticamente só chegou na área rubro-negra nos dois lances de gol. Aos 28, Arthur Gomes, que acabara de entrar, chutou da esquerda e a bola passou por baixo do corpo do goleiro.

Rueda não teve outra opção. Colocou os garotos em campo. Primeiro, Vinícius Júnior. Depois, Lincoln. Os meninos inflamaram o time. Aos 37, Lincoln driblou vários jogadores, entrou na área e finalizou. Vanderlei salvou com o pé. Em seguida foi a vez de Vinícius Júnior exigir agilidade do goleiro do Santos em chute cruzado.

https://oglobo.globo.com/esportes/com-falhas-de-muralha-flamengo-perde-para-santos-na-ilha-22116634#ixzz4zjMk186M